sexta-feira, 8 de junho de 2018

No Fundo, Portugal é Mar | Um mês com mais de 2000 visitantes




A exposição No Fundo, Portugal é Mar celebra hoje um mês de existência. Se ainda não teve oportunidade de ver, não se preocupe. A exposição estará a decorrer até ao dia 31 de julho.
Junte-se às 2399 pessoas que nos visitaram nos meses de maio e junho e mergulhe a fundo nesta aventura onde a arte, a ciência e o ambiente se ligam para criar este convite ao mar, lançado aos públicos de todas as infâncias.
Nesta exposição encontrará três instalações que para além de entusiasmo, geram curiosidade sobre a cultura marítima: TerraMar, as Portas do Mar e Balaena plasticus.



Exposição
No Fundo Portugal é Mar

TerraMar,, de Graça Castanheira


TerraMar
TerraMar, é uma instalação vídeo de Graça Castanheira, criada com base em materiais cedidos pela Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental (EMEPC), captados por um ROV, um robô telecomandado que desce a seis mil metros de profundidade, revelando-nos os fundos marinhos. Esta instalação propõe fazer-nos viver abaixo da linha de água.













As Portas do Mar, de Rui Rebelo
Fotografia ©Manuel Ruas Moreira



As Portas do Mar
As Portas do Mar, é uma instalação de faróis de Rui Rebelo, com cenografia de Marco Fonseca e Teresa Varela, que nos traz o universo sonoro do mar, dos portos e das praias e nos revela os códigos sonoro-luminosos dos faróis portugueses.





Balaena plasticus
Balaena plasticus é uma instalação da autoria de Ana Pêgo e Luís Quinta que alerta para a poluição e os desequilíbrios ambientais. Consiste no esqueleto de uma baleia de barbas criada com lixo plástico que o mar nos devolve e que grita a urgência de reaprendermos muitos gestos.

Balaena plasticus, de Ana Pêgo
Fotografia ©Manuel Ruas Moreira


O Ciclo No Fundo Portugal é Mar resulta de uma Parceria entre a Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental (EMEPC) e o Centro Cultural de Belém (CCB – Fábrica das Artes).
https://www.emepc.pt/pt/

Sem comentários:

Enviar um comentário